jusbrasil.com.br
6 de Abril de 2020
    Adicione tópicos

    Newton Trisotto é cidadão honorário de Joinville

    O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, desembargador Newton Trisotto, foi agraciado com a outorga do título de cidadão honorário de Joinville pela Câmara de Vereadores devido ao reconhecimento de seu empenho e trabalho na busca de melhorias para o Poder Judiciário do município. A sessão solene aconteceu na sexta-feira (18), às 19h30, no Plenário da Casa Legislativa e foi dirigida pelo presidente da Câmara, vereador Odir Nunes.

    O autor da proposição, vereador Maurício Peixer, foi o primeiro a discursar e enalteceu a luta de Trisotto em prol da sociedade de Joinville, trazendo muitos benefícios para a cidade mesmo após ter saído de lá. "Reconhecemos o trabalho do desembargador Trisotto em sua área profissional, mas especialmente por tudo o que fez pela nossa sociedade, verdadeiro embaixador de nosso município", agradeceu. "Considere-se um cidadão joinvillense, nosso amigo. Estamos concedendo ao senhor o que mereceu", homenageou.

    Posteriormente, o juiz de direito Davidson Jahn Mello, da 3ª Vara de Família, representando a 3ª Coordenadoria de Magistrados, salientou em seu pronunciamento a luta de Trisotto em relação à 105ª Zona Eleitoral do Estado, 5ª Zona de Joinville, instalada no dia 2 de dezembro de 2010, como clara demonstração da preocupação com o aprimoramento dos serviços aos eleitores. Também destacou o fato de o Decreto-legislativo n.8, que lhe concedeu a outorga, ter sido subscrito por todos os vereadores que compõem a Câmara, "é um reconhecimento de Sua Excelência como modelo e exemplo de cidadão e magistrado, sempre destacado por sua paixão à magistratura, que não é apenas um ofício para si, mas um prazer", afirmou, agradecendo o seu trabalho e a sua dedicação e luta por Joinville. Mello afirmou ainda que "esta outorga inspira os anseios de paz para promover a harmonia dos Poderes e os princípios da democracia".

    O presidente da Câmara de Vereadores, Odir Nunes, iniciou seu pronunciamento afirmando que poucas são as pessoas que recebem da maior Casa Legislativa de Santa Catarina este título, "mas Sua Excelência foi exemplo vivo de que são pessoas com esta envergadura que precisamos ter, por tudo o que fez em favor da nossa comarca".

    O homenageado, desembargador Trisotto, foi o último a falar, bastante emocionado, revelou estar extremamente honrado em receber o título honorífico da Casa Legislativa de Joinville, onde atuou como juiz de direito por cerca de 10 anos. "Os eminentes vereadores me homenagearam duplamente: implicitamente, o Poder Judiciário catarinense e expressamente, por acolher a indicação dos meus colegas juízes para simbolizá-los". Para ele, todas as manifestações de apreço e consideração expressas só comprovam o seu sentimento de dever cumprido. "Penso que poucos magistrados que aqui judicaram foram tão felizes quanto eu", enfatizou.

    Posteriormente, o desembargador recordou diversos momentos que marcaram a sua trajetória pela comarca joinvillense, como: o nascimento do "Juizado Informal" no Estado, que se deu em Joinville; o pioneirismo na informática, pois na eleição municipal que presidiu, buscou substituir os mapas e os registros das coletas de votos, as máquinas calculadoras e o trabalho manual pela informática; a formação de mutirões a fim de agilizar as audiências nas varas criminais, nas quais só havia dois juízes para atender o município de Santa Catarina economicamente mais desenvolvido, com a maior população e ainda os municípios de Itapoá e Garuva. "Todo esse trabalho desenvolvido em prol da Justiça, aliado às pessoas maravilhosas com as quais convivi, só me trazem boas lembranças", recordou.

    "Tenham certeza que honrarei a cidadania que me outorgaram", encerrou o discurso o desembargador agraciado Newton Trisotto. "Muito obrigado senhores vereadores. Muito obrigado joinvillenses", agradeceu.

    Presenças

    A sessão solene contou com a presença de diversas autoridades e convidados. A mesa principal foi composta por Naim Andrade de Tannus, procurador geral do município, representando o prefeito de Joinville Carlito Merss; Romualdo Theofanes de França, secretário de Desenvolvimento Regional de Joinville, representando o governador Raimundo Colombo; Nilson Gonçalves, deputado estadual em nome da Assembléia Legislativa; desembargador Luiz Cesar Medeiros, substituindo o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, José Trindade dos Santos; ministros do Superior Tribunal de Justiça, Jorge Mussi e Paulo Gallotti; juiz da 3ª Vara de Família, representante da 3ª Coordenadoria de Magistrados, Davidson Jahn Mello; Walter de Almeida Guilherme, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo; deputado federal Marcos Tebaldi, que é secretário da Educação de Santa Catarina; pelos coronéis Marcelo Pacheco, comandante do 62º Batalhão e Calixto Fachini, comandante do Grupamento Leste da Polícia Militar; além de Dirceu da Silveira Júnior, delegado Regional de Polícia e do tenente coronel Edivar Bedin, comandante do 8º Batalhão. Também estiveram presentes o diretor-geral do Tribunal Regional de Santa Catarina, Samir Claudino Beber; juízes, desembargadores e promotores de Justiça além de servidores da Câmara de Vereadores e do Poder Judiciário catarinense.

    Sobre o homenageado

    Newton Trisotto atua como magistrado desde 1976. Em Joinville desempenhou a função de juiz de direito entre 1986 e 1994. Durante 6 anos foi juiz eleitoral de Joinville, de 1988 a 1994. Ministrou aulas de direito na Univille. Tornou-se desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina em fevereiro de 1997. Ocupou o cargo de Corregedor-geral entre 2006 e 2010 e foi eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral em 2010.

    Na próxima quinta-feira (24), encerra-se o mandato do desembargador Newton Trisotto na presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. O desembargador Sérgio Torres Paladino tomará posse na presidência do Tribunal neste mesmo dia.

    A solenidade de posse do novo presidente está prevista para as 17h, na Sala de Sessões do Pleno, na sede do TRESC, Rua Esteves Júnior, nº 68, Centro de Florianópolis. O novo presidente atuou como corregedor regional eleitoral e vice-presidente do Tribunal entre março de 2010 e deste ano.

    Por Renata Queiroz

    Assessoria de Imprensa do TRESC

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)